O Diabinho da Garrafa, também conhecido como Famaliá, Cramulhão, ou ainda simplesmente “capeta de garrafa”, é um pequeno demônio que nasce a partir de um ovo – não fecundado, que deve ser chocado por um humano. Segundo a lenda, normalmente quem gera um cramulhão é que tem um pacto com o diabo, e o faz para satisfazer seus desejos materialistas, pois uma vez que nasce, o pequeno diabo está sob controle de seu mestre vindo a realizar tudo aquilo que ele ordenar. Do mesmo modo que os gênios orientais presos em lâmpadas ou garrafas, o cramulhão não pode se libertar de sua prisão de vidro por ser ele de matéria vibracional excessivamente densa, e também porque geralmente ele está sob o controle de um “sigilo”. O sigilo é um símbolo mágico que remete à magia tradicional e ciências herméticas associadas. Existem sigilos de controle, sigilos de invocação, sigilos de proteção, e assim vai. Nesse caso, o cramulhão pode estar sob o controle de um sigilo que pode ser desenhado ou pintado na rolha, que lacra a garrafa, limitando assim os poderes do cramulhão. Em casos mais simples, apenas uma cruz cortada na rolha já segura o bicho la dentro.

Sabe-se que essa lenda veio parar no Brasil vinda com os colonizadores portugueses, porque ela era predominante em Portugal, e se tornou bem conhecido graças aos rituais de São Cipriano encontrados no seu Livro de Capa Preta. Diz a lenda que São Cipriano possuía ele mesmo um pequeno gênio (diabo ou ser da escuridão) que ele levava consigo no bolso de sua capa… O livro ensina a invocações de outros demônios, mas o que nos interessa é a criatura que mora na garrafa, que no final também pode ser colocado em uma caixa, no entanto, sendo esta forma mais rara.

Existem cerca de uma dezena de receitas diferentes para a obtenção de um cramulhão, sendo as mais comuns no Brasil as de pacto direto, onde o cara tem que achar num dia específico um ovo especial, posto por uma galinha virgem preta.

Esse ovo é então levado com o seu dono que deseja ter o cramulhão até que dele nasça uma coisa gosmenta escura, que logo que sai do ovo deve ser escorrido para dentro da garrafa e ela tampada. Sangue é dado ao ser para que ele se nutra e muito rapidamente – segundo algumas lendas em poucas horas – a gosma escura vai se moldar na forma de uma criatura hediondamente feia, com aspecto mumificado ou não, que estará sob poder de seu dono.

Em certas versões, o cramulhão só precisa ser iluminado pela luz da lua ara se alimentar, em outras, o Cramulhão deve ser alimentado todo sábado, para isso, deve se por o dedo mindinho na boquinha da garrafa, ou em um pequeno buraco feito na caixa, para que ele possa beber sangue, assim realizando os desejos de seu mestre. Sabe-se que quem consegue ter o diabinho assim, obterá tudo o que desejou na vida, assim como a sua riqueza irá aumentando até o final da vida, porém, tudo tem um preço e logo após morrer, o mestre do cramulhão vai direto para o inferno.

Quem não se lembra da antológica obsessão do personagem Tião Galinha (Osmar Prado) para ter um Cramulhãozinho na novela Renascer?

Nosso cramulhãozinho é feito de resina e agora conseguimos uma maneira de você poder tirá-lo da garrafa. Acompanha um vasilhame com tampa gravada a laser com o sigilo do cramulhão.
Um presente curioso e intrigante que fica bem em qualquer decoração. Também é um presente inusitado que faz muito sucesso.

Acompanha certificado de autenticidade e um brinde especial.
Quer saber mais sobre o que me motivou a criar o cramulhão? Aqui está o post.

Curtiu?

Gostou do nosso primeiro toy art? Então, ele está disponível para venda.

0
Connecting
Please wait...
Mandar a mensagem

Desculpe, parece que não tem ninguém online no momento, mas você pode deixar sua mensagem para quando o Philipe voltar aqui.

* Seu nome
* Email
* Descreva sua necessidade
Logar agora

Precisa de mais ajuda? Poupe tempo descrevendo suas necessidades.

* Seu nome
* Email
* Descreva a necessidade
Estamos on line!
Feedback

Ajude o Philipe a melhorar a lojinha. Agradecemos seu feedback.

Como foi seu atendimento?